domingo, 7 de novembro de 2021

Consulta popular vai definir reparação do acidente em Brumadinho

Será necessário, para votar, fazer o cadastro no site gov.br

© .


Uma consulta popular para definir onde aplicar parte dos recursos da reparação pelo rompimento da Barragem do Córrego do Feijão, em Brumadinho, começou nesta sexta-feira e vai até o dia 12 de novembro.

Poderão participar da consulta os moradores dos 26 municípios da bacia do Rio Paraopeba, em Minas Gerais, que foram impactados pelo rompimento da barragem da Vale.

Os moradores devem indicar temas e subtemas relacionados a projetos apresentados pelas comunidades, pelas prefeituras e também que já estavam previstos no acordo judicial de reparação.

Os projetos mais votados devem receber recursos que somam R$ 3,4 bilhões, o que representa 9% dos mais de R$ 37 bilhões que a Vale foi obrigada a pagar como reparação pelo rompimento da barragem de Brumadinho, que levou à morte de 272 pessoas.

Joceli Andreoli, que é da coordenação nacional do Movimento dos Atingidos por Barragens, avalia que é importante que a comunidade decida onde serão aplicados os recursos, mas que o montante definido pelas populações é baixo se comparado com o total do acordo.

A rodovia Rodoanel, que deve interligar os municípios da região metropolitana de Belo Horizonte, deve custar R$ 4,5 bilhões, sendo 3 bilhões e meio pagos pela Vale com os recursos da reparação por Brumadinho, valor semelhante ao total destinado aos municípios atingidos.

A vice-presidente da Associação dos Familiares de Vítimas e Atingidos pela Barragem, Andressa Rodrigues, opinou que o tempo da consulta é curto e lembrou que esse acordo foi fechado sem a participação dos atingidos.

Poderão opinar na Consulta Popular todos os atingidos que recebem o pagamento do Auxílio Emergencial da Vale, além dos eleitores dos 26 municípios com CPF cadastro na Justiça Eleitoral.

Será necessário, para votar, fazer o cadastro no site gov.br e, em seguida, escolher 15 subtemas no aplicativo oficial do Governo de Minas Gerais ou no Portão do Cidadão, no endereço cidadao.gov.mg.br.

Para auxiliar as pessoas que precisarem de orientação, foram instalados pontos de apoio nos 26 municípios atingidos.

Com informações da Agência Brasil

 VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo