quinta-feira, 18 de novembro de 2021

Moléculas para tratar doença de Chagas são 100% eficazes contra vírus

Pesquisa obteve resultados promissores em testes com células infectadas com o novo coronavírus SARS-CoV-2, causador da Covid-19.

© Shutterstock


De acordo com um artigo publicado na revista Galileu, cerca de dez moléculas que estão a ser estudadas para o combate à doença de Chagas mostraram ser 100% eficazes no tratamento de células infectadas pelo SARS-CoV-2. Os dados são de uma nova pesquisa realizada por investigadores do Instituto de Química de São Carlos da Universidade de São Paulo (IQSC-USP). 

A doença de Chagas (também chamada de Tripanossomose Humana Americana) é uma parasitose que afeta cerca de sete milhões de pessoas em todo o mundo. A Organização Mundial de Saúde (OMS), aponta que por ano morrem 100 mil pessoas devido às complicações provenientes desta infecção, informa o Instituto de Higiene e Medicina Tropical da Universidade Nova de Lisboa.

Em testes conduzidos em laboratório, os cientistas detectaram que, não só as moléculas eliminaram totalmente o novo coronavírus como não provocaram efeitos danosos nas células.

Resultados promissores que permitem que a pesquisa avance agora para a fase pré-clínica, em que os compostos serão testados em animais.

Segundo a revista Galileu, os investigadores creem que as moléculas têm a capacidade de inibir o ciclo biológico do SARS-CoV-2 nas células bloqueando consequentemente a Mpro, aquele que é uma de suas principais enzimas. A Mpro auxilia na libertação do RNA do vírus, processo em que este se multiplica no corpo. 

O coordenador do estudo, o professor Carlos Alberto Montanari, revelou que as moléculas foram testadas em células de cancro do pulmão humano infectadas pelo coronavírus. Sendo que alguns dos compostos eliminaram totalmente o SARS-CoV-2 de células que detinham uma carga viral baixa e moderada. Entretanto, uma das substâncias foi eficaz contra carga viral elevada, apresentando resultados semelhantes ao medicamento que está a ser desenvolvido pela farmacêutica Pfizer, e que se encontra na fase clínica de estudos.

 Via...Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo