quarta-feira, 12 de janeiro de 2022

'Tem de testar', diz infectologista Renato Kfouri

O Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças (ECDC, em inglês) recomenda a testagem e a quarentena para reduzir os riscos de transmissão antes, durante e depois da viagem

© Shutterstock

O cenário de alta nos casos de covid nas últimas semanas tem trazido preocupações à população. A descoberta da variante Ômicron, originária da África do Sul, fez o mundo ficar em alerta em relação à nova cepa, que é mais transmissível. Companhias aéreas estão cancelando voos pelo País, em razão de funcionários que estão contaminados pela covid-19 - como é o caso de Latam e Azul.

O Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças (ECDC, em inglês) recomenda a testagem e a quarentena para reduzir os riscos de transmissão antes, durante e depois da viagem. O órgão não recomenda viagens não essenciais.

E os especialistas ressaltam que é necessário levar em consideração a situação epidemiológica da origem e do destino. Para orientar os viajantes, o Estadão conversou com o infectologista Renato Kfouri, diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm).

Durante a viagem, fui contaminado e estou com coronavírus. E agora?

Essa é uma situação extremamente comum, em que indivíduos se contaminam em viagem, ou na volta da viagem. Mais frequente ainda voltar para casa. Famílias que viajaram, alugaram casa, estiveram em hotéis, principalmente em eventos de fim de ano, tem mais de um contaminado na família. Quem teve contato íntimo com essas pessoas, com algum caso confirmado, o que chamamos de contactantes íntimos, ou seja, dormem no mesmo quarto, é da mesma família, compartilham viagem de carro, tem de testar. Pode testar no início idealmente, rastrear se alguém deles que transmitiu para este caso confirmado. Se todos forem negativos, depois de uns cinco dias vale 'retestar' todos, para garantir.

Devo voltar para casa?

Quem tem o diagnóstico fora do seu destino não deve voltar para casa, se não viajou de carro com o próprio veículo.

Devo cumprir quarentena se estou com suspeita de covid na viagem?

Esse é o isolamento que, independentemente da viagem, é o que deve ser feito. Você fica sete dias isolado, no mínimo, se estiver sem sintomas, vacinado e for um imunocompetente; do contrário, são dez dias.

Estou em um lugar sem teste. O que devo fazer?

Procure um lugar mais próximo do local onde está para fazer o teste, se transportando com segurança.

E se estiver dividindo o quarto de hotel com alguém que não tenha testado positivo? Quais máscaras devo usar?

Sempre as máscaras de melhor proteção. As PFF2 ou N95. Todos nós só deveríamos usar máscaras melhores.

Quando posso pegar um voo ou ônibus?

Nem ônibus, nem trem nem avião para não contaminar ninguém. Esse é o correto. Então, o indivíduo deve ficar no isolamento por pelo menos sete dias. E, neste período sem sintomas, pode entrar no transporte desde que vacinado. Sete dias sem sintomas, ele está liberado do isolamento. Não precisa fazer teste para voltar.

E se eu estiver de carro?

No seu carro, acho que sem problemas. Se você não estiver com mais ninguém no carro, você pode voltar.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO    

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo