domingo, 27 de março de 2022

Tentativa de assalto termina com suspeito morto por delegado e deputado em Higienópolis

Segundo relato divulgado em vídeo nas redes sociais, o delegado foi abordado pelo criminoso armado.

© iStock

MARIANA ZYLBERKAN
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma tentativa de assalto terminou com suspeito morto a tiros na avenida Angélica, em Higienópolis, bairro na região central de São Paulo, na tarde deste sábado (26). Segundo o deputado estadual delegado Olim (PP), o bandido tentou roubar o seu relógio, quando ele reagiu e baleou o rapaz no peito.

Segundo relato divulgado em vídeo nas redes sociais, o delegado foi abordado pelo criminoso armado. O parlamentar estava acompanhado de outro delegado. "Veio em cima do relógio. Já era, mais um ladrão a menos", disse Olim no vídeo. É possível ver uma arma no chão.

As imagens divulgadas pelo deputado mostram um motoqueiro estirado no chão com um baú usado por entregadores de aplicativo nas costas.

O delegado narrou o momento em que chegou o Samu no local da ocorrência. "Já era, mas vamos tentar socorrer esse bandido", disse. Segundo ele, o rapaz era conhecido por assaltos na região dos Jardins.
O caso será investigado pelo DHPP (Delegacia Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa), onde o delegado Olim irá prestar depoimento.
O delegado Osvaldo Nico Gonçalves, que atendeu a ocorrência, afirmou que o suspeito morreu.

Em entrevista ao programa Brasil Urgente, Olim afirmou que a placa da moto usada pelo assaltante era clonada. Ele também chamou atenção para a tática do falso entregador, cada vez mais comum entre criminosos em São Paulo.

A sensação de insegurança entre os moradores da capital paulista cresceu desde o ano passado, conforme foram sendo flexibilizadas as regras de quarentena. A cidade teve aumento de 10% nos roubos em geral, em janeiro, (de 10.739 para 11.846) em 2022 ante o mesmo período de 2021

Nesta sexta-feira (25), o presidente Jair Bolsonaro (PL) anunciou o envio ao Congresso Nacional de uma série de projetos de lei para endurecer penas e aliviar punições a policiais.

A formulação do pacote legislativo ocorre em ano eleitoral e é uma sinalização para a base política do presidente, principalmente agentes de segurança pública.

Uma das propostas altera o Código Penal para agravar a pena para crimes cometidos contra profissionais de segurança durante o trabalho.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo