quarta-feira, 15 de junho de 2022

Bolsonaro volta a levantar suspeitas, sem provas, sobre urnas eletrônicas

Bolsonaro também comentou sobre as sugestões das Forças Armadas para o atual sistema.

© Getty

Mantendo o discurso para descredibilizar o sistema eletrônico de votos no País, o presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a criticar as urnas. Em entrevista a Leda Nagle no Youtube, o chefe do Executivo voltou a citar a campanha de Aécio Neves contra o resultado das urnas em 2014.

Bolsonaro também comentou sobre as sugestões das Forças Armadas para o atual sistema. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) chegou a aceitar algumas das sugestões de forma integral e outras de formas parcial. "Nós queremos integrais", reclamou o presidente.

Com críticas ao TSE, Bolsonaro voltou a repetir que o Brasil é um dos poucos países a adotar o sistema, e exaltou o sistema eleitoral do Paraguai. "O Paraguai aqui do lado a urna é de papel" disse. "Quem acredita (no sistema eletrônico), tudo bem, não tem problema. Parabéns", ironizou.

Citando ter "esperança" no voto auditável - auditoria que já é possível no atual sistema -, Bolsonaro voltou a pedir que as Forças Armadas fossem capazes de fazer uma apuração simultânea dos resultados. "O voto é secreto, mas a apuração dele é um ato público", disse.

 VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo