quarta-feira, 15 de junho de 2022

PT e PSOL divergem sobre detalhes de acordo para governo em SP

Para os psolistas, esse gesto já foi suficiente para que o PT apoie Boulos para a Prefeitura de São Paulo em 2024, independentemente de fechar aliança em torno de Fernando Haddad na eleição de outubro.

© Reuters

(FOLHAPRESS) - PT e PSOL têm entendimentos diversos sobre o acordo político entre as duas legendas que possibilitou a retirada da pré-candidatura do líder sem-teto Guilherme Boulos ao governo de São Paulo.

Para os psolistas, esse gesto já foi suficiente para que o PT apoie Boulos para a Prefeitura de São Paulo em 2024, independentemente de fechar aliança em torno de Fernando Haddad na eleição de outubro.

Já o PT entende que o apoio formal do PSOL a Haddad agora está naturalmente ligado à coligação em torno de Boulos dentro de dois anos. "O acordo é eles nos apoiarem agora para nós apoiarmos depois. Não faz sentido outra coisa", diz o deputado estadual Emídio de Souza (PT), da coordenação da campanha de Haddad.

A relação entre as duas legendas de esquerda no estado está estremecida, porque os psolistas gostariam de indicar o vice ou candidato ao Senado de Haddad.

Com a relutância do PT, que ainda sonha com a desistência de Márcio França (PSB), o PSOL voltou a considerar lançar nome próprio, embora não o de Boulos, que disputará a Câmara.

 VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo