sexta-feira, 29 de julho de 2022

EUA expandem doses de vacina contra varíola de macacos para mais de 1,1 milhão

A vacina JYNNEOS é fabricada pela Bavarian Nordic e aprovada pela Food and Drug Administration (FDA).

© Shutterstock
O Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA (HHS, da sigla em inglês) anunciou nesta quinta, 28, planos para alocar 786 mil doses adicionais da vacina JYNNEOS, aumentando o fornecimento de doses contra a varíola dos macacos para os estados americanos. A alocação adicional da vacina vai junto com mais de 340 mil doses que já foram entregues. A vacina JYNNEOS é fabricada pela Bavarian Nordic e aprovada pela Food and Drug Administration (FDA).

"Nosso objetivo é ficar à frente desse vírus e acabar com esse surto. Temos uma estratégia para implantar essas doses adicionais de vacina de uma maneira que proteja as pessoas em risco e limite a propagação do vírus, além de trabalhar com os estados para garantir uma distribuição equitativa e justa", disse o secretário do HHS, Xavier Becerra.

De acordo com comunicado divulgado pela Casa Branca, o plano de alocação das doses leva em consideração dois fatores principais: a população total de pessoas em risco e o número de novos casos em cada jurisdição. "A estratégia garante que as jurisdições tenham as doses necessárias para completar a segunda dose deste regime de vacina de duas doses para aqueles que foram vacinados no mês passado. A partir de sexta-feira, 29 de julho, estados e jurisdições podem solicitar doses adicionais de vacina por meio do HHS", diz o texto.O Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA (HHS, da sigla em inglês) anunciou nesta quinta, 28, planos para alocar 786 mil doses adicionais da vacina JYNNEOS, aumentando o fornecimento de doses contra a varíola dos macacos para os estados americanos. A alocação adicional da vacina vai junto com mais de 340 mil doses que já foram entregues. A vacina JYNNEOS é fabricada pela Bavarian Nordic e aprovada pela Food and Drug Administration (FDA).

"Nosso objetivo é ficar à frente desse vírus e acabar com esse surto. Temos uma estratégia para implantar essas doses adicionais de vacina de uma maneira que proteja as pessoas em risco e limite a propagação do vírus, além de trabalhar com os estados para garantir uma distribuição equitativa e justa", disse o secretário do HHS, Xavier Becerra.

De acordo com comunicado divulgado pela Casa Branca, o plano de alocação das doses leva em consideração dois fatores principais: a população total de pessoas em risco e o número de novos casos em cada jurisdição. "A estratégia garante que as jurisdições tenham as doses necessárias para completar a segunda dose deste regime de vacina de duas doses para aqueles que foram vacinados no mês passado. A partir de sexta-feira, 29 de julho, estados e jurisdições podem solicitar doses adicionais de vacina por meio do HHS", diz o texto.

 VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo