terça-feira, 8 de junho de 2021

Governo de SP convoca professor para curso presencial na pandemia

 

Os sindicatos criticaram a decisão do governo de SP

© shutterstock


ÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Sindicatos que representam professores da rede estadual de São Paulo criticam uma ação presencial programada pela Secretaria de Estado da Educação, gestão João Doria (PSDB), para formação de funcionários das escolas públicas.

O evento ocorrerá nesta terça (8) e quarta-feira (9) no Memorial da América Latina, na zona oeste da capital paulista, e deverá receber cerca de 500 pessoas de diferentes regiões do estado de SP.

"Em um momento em que o Brasil contabiliza quase meio milhão de mortes pela Covid-19 e muitos municípios estão, novamente, com UTIs superlotadas, a convocação da Secretaria de Educação é uma verdadeira afronta à saúde pública e coloca em risco a vida de milhares de pessoas", diz nota enviada pelos sindicatos.

As entidades dizem ainda que repudiam a decisão, que chamam de "irresponsável" e se posicionam contra os eventos presenciais. O texto é assinado por Afuse (Sindicato dos Funcionários e Servidores da Educação de São Paulo), Apampesp (Associação de Professores Aposentados do Magistério Público do Estado de São Paulo), Apase (Sindicato dos Supervisores de Ensino do Magistério Oficial no Estado de São Paulo), Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), CPP (Centro do Professorado Paulista) e Udemo (Sindicato de Especialistas de Educação do Magistério Oficial do Estado de São Paulo).

Procurada, a Secretaria de Estado da Educação diz que o evento irá seguir todos os protocolos sanitários contra a Covid-19 e que o local terá ocupação de 30%, abaixo dos 40% permitidos para a atual fase do Plano São Paulo de combate ao coronavírus.

Além disso, a pasta afirma que a convocação foi apenas para os profissionais que já estão vacinados com as duas doses. "Só foram convocados os profissionais que já tomaram as duas doses da vacina para a Covid-19", diz o texto.

"A orientação é que caso apresentem qualquer um dos sintomas não compareçam ao local da formação. Mas se algum sintoma aparecer após a chegada, haverá testes disponíveis nas duas primeiras horas do evento. Após esse período, os testes serão feitos no Hospital do Rim", assegura a pasta.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo