terça-feira, 16 de novembro de 2021

Valor da Tesla cai abaixo de US$ 1 trilhão em reação a Musk

A Tesla resistiu à pandemia e à crise global da cadeia de suprimentos melhor do que seus rivais, registrando receita recorde pelo quinto trimestre consecutivo

 

© Reuters

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - As ações da Tesla caíam novamente nesta segunda-feira (15), levando o valor de mercado da montadora de carros elétricos a ficar abaixo de US$ 1 trilhão (R$ 5,4 trilhões) pela segunda vez em quatro sessões.

A ação da Tesla recuava 4,2% às 13h29, cotada a US$ 990,68 (R$ 5.368,79). De acordo com a agência Reuters, a queda da ação para menos de US$ 995,75 coloca o valor de mercado da empresa abaixo de US$ 1 trilhão, um marco que ela atingiu no final do mês passado depois que a notícia de seu maior pedido, da locadora de automóveis Hertz, ajudou a alimentar uma forte recuperação.

Para comparação, a Microsoft vale cerca de US$ 2,52 trilhões, a Apple, US$ 2,4 trilhões e a Amazon, R$ 1,78 trilhão. O Facebook está avaliado em aproximadamente US$ 950 bilhões.

As perdas da Tesla se aprofundam após uma semana de quedas provocadas pelo seu presidente, Elon Musk, ao descarregar no mercado US$ 6,9 bilhões (34,7 bilhões) em ações. Somente na semana passada, a Tesla perdeu US$ 187 bilhões (R$ 1 trilhão) em valor de mercado, quando recuou 2,49%.

A queda vem na esteira de uma discussão no Twitter entre Musk e o senador americano Bernie Sanders, depois que o político exigiu que os ricos paguem sua "parte justa" dos impostos.

"Quer que eu venda mais ações, Bernie?", retrucou Musk, em resposta a Sanders.

Musk já havia prometido vender 10% de sua participação na fabricante de veículos, o que o levaria a acumular uma conta bilionária em impostos, segundo Kunal Sawhney, presidente-executivo da empresa de pesquisa de ações Kalkine Group.

O homem mais rico do mundo também pediu a um usuário do Twitter para não ler muito os comentários do presidente-executivo da PepsiCo, Ramon Laguarta, sobre a expectativa de sua primeira entrega de caminhões Tesla no quarto trimestre.

"Conforme mencionado publicamente, a Tesla é limitada pelo fornecimento de chips de curto prazo e fornecimento de células de longo prazo", tuitou Musk. "Não é possível produzir veículos adicionais em volume até que ambas as restrições sejam resolvidas."

Enquanto isso, o investidor Michael Burry, famoso por ser um dos primeiros investidores a apostar contra títulos hipotecários antes da crise de 2008 e por ter sido interpretado por Christian Bale em "A Grande Aposta", afirmou pelo Twitter que Musk "só quer vender as ações da Tesla".

A Tesla resistiu à pandemia e à crise global da cadeia de suprimentos melhor do que seus rivais, registrando receita recorde pelo quinto trimestre consecutivo.

Via...Notícias ao Minuto 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo