segunda-feira, 18 de julho de 2022

Mulher acorda de coma e identifica irmão como agressor nos EUA

A vítima esteve em coma durante dois anos.

© Shutterstock


Wanda Palmer, de 51 anos, que estava em coma há dois anos nos Estados Unidos da América (EUA), acordou e identificou o seu irmão como o agressor.

A mulher acusou o irmão, Daniel de 55 anos, de a ter atacado na sua casa perto de Cottageville, no estado de Virgínia Ocidental, em junho de 2020. Segundo uma declaração das autoridades do Condado de Jackson, Palmer foi "atacada e deixada para morrer".

Os agentes da polícia encontraram-na numa "posição vertical" no sofá com ferimentos graves que suspeitam ter sido feitos com um machado. O Xerife do Condado de Jackson, Ross Mellinger, disse à CNN que quando a polícia chegou, pensaram que a mulher estava morta, mas perceberam que ela ainda conseguia respirar.

Um vizinho admitiu ter visto o irmão de Palmer perto da sua casa por volta da meia-noite na noite anterior ao crime, contudo não há registros de chamadas telefônicas, imagens de vigilância ou outras testemunhas, referiu o xerife.

A polícia investigou várias pessoas, mas sem sucesso e nunca encontrou a arma do crime. Porém, após acordar, Palmer conseguiu responder a perguntas de sim ou não, o que resultou na detenção do irmão acusado de tentativa de homicídio. A mulher está agora consciente, mas é incapaz de ter manter um diálogo.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO    

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo