sexta-feira, 22 de julho de 2022

Promessa de Auxílio Brasil de R$ 2.500 é golpe; saiba evitar

O valor chega a ser seis vezes superior à parcela de R$ 400 paga atualmente para as famílias cadastradas no programa

© shutterstock


SÃO JOSÉ DO RIO PRETO, SP (FOLHAPRESS) - A promessa de receber instantaneamente até R$ 2.500 de benefício do Auxílio Brasil está atraindo muitos brasileiros para um golpe. O valor chega a ser seis vezes superior à parcela de R$ 400 paga atualmente para as famílias cadastradas no programa, que recebem de acordo com calendário definido pelo Ministério da Cidadania.

São cerca de 20 mil tentativas de golpes por dia, aponta levantamento realizado pela empresa de cibersegurança PSafe.

Criminosos estão usando indevidamente o nome do programa com a promessa de transferir dinheiro para as vítimas mediante cadastro em sites, com a intenção de posteriormente roubar as informações pessoais.

Entre os dias 13 e 20 de julho, a empresa diz ter identificado 17 sites que estão utilizando indevidamente o nome do programa Auxílio Brasil para dar golpes. No período, já foram bloqueadas mais de 140 mil tentativas.

Os criminosos utilizam um método chamado de phishing, uma forma de "pescar" o usuário na internet, algo bastante comum em golpes virtuais. Segundo a empresa, alguns sites possuem botão de compartilhar, o que induz a vítima a disseminar a plataforma, colaborando para que os números de vítimas cresçam.

ENTENDA COMO FUNCIONA

Para atrair as vítimas, os criminosos usam diferentes métodos, afirma a PSafe. As abordagens ocorrem majoritariamente pelo WhatsApp, mas também é possível que cheguem via SMS ou por email.

Em alguns casos, eles enviam mensagens para a possível vítima informando que ela tem direito ao benefício.

Em outros casos, a vítima recebe uma mensagem com um link para que ela consulte se pode receber o Auxílio Brasil. Para isso, ela precisaria inserir os dados pessoais na plataforma.

Para aumentar a confusão de quem está suscetível a cair no golpe, os sites utilizam as cores dos aplicativos oficiais. Após a falsa consulta, a pessoa recebe uma mensagem informando que tem direito a receber o valor de R$ 2.500, disponível para saque imediato, bastando apenas informar o número da chave do PIX.

Segundo a empresa, após esse procedimento, os dados ficam salvos no site e podem ser utilizados pelos criminosos.

No caso de ter preenchido dados pessoais em sites suspeitos, a orientação da empresa de cibersegurança é para que o cidadão fique atento a qualquer movimentação estranha no dispositivo utilizado (celular ou computador) e acompanhe se seu nome está sendo utilizado por terceiros.

Segundo o Ministério da Cidadania, um dos requisitos para ter acesso ao Auxílio Brasil é estar no Cadúnico (Cadastro Único), o que só é validado presencialmente em unidades do CRAS (Centro de Referência em Assistência Social).

COMO SE PROTEGER DA AÇÃO DE GOLPISTAS

Desconfiar de promessas de dinheiro fácil e com valores acima da realidade é o primeiro passo para se proteger da ação de criminosos.

No entanto, existem outras medidas que podem ser tomadas para diminuir o aliciamento dos estelionatários.

Instale um programa de segurança no seu celular ou computador. Essa solução bloqueia em tempo real links maliciosos em navegadores enviados por WhatsApp, SMS ou Messenger;

Duvide das informações compartilhadas na internet, principalmente quando se tratar de supostas promoções, brindes, descontos ou propostas boas demais para serem verdade, tanto em sites quanto em perfis de redes sociais;

Nunca informe dados pessoais, como CPF, nome completo, telefone entre outros em links de procedência duvidosa;

Caso a mensagem venha acompanhada de um link, utilize um verificador de URLs para saber se o site é legítimo ou não;

Quando se tratar de uma promoção ou oferta de lojas conhecidas, procure sempre confirmar a veracidade das informações nas páginas e sites oficiais das marcas.

 VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo