quinta-feira, 20 de agosto de 2020

Avanços da medicina permitem identificar e tratar doenças na gestação

O ultrassom 5D é capaz de identificar com mais facilidade e detalhes se o bebê possui alguma alteração durante o seu desenvolvimento dentro do útero, o que o torna muito importante nas gestações de maior risco.

© iStock
Novas tecnologias estão proporcionando avanços importantes na medicina materno-fetal, como a ultrassonografia 5D e o software LumiFlow® para visualização dos vasos fetais. Estes recursos não alteram a maneira tradicional da realização da ultrassonografia, mas aumentam muito a capacidade de visualizar detalhes do feto com mais facilidade técnica e rapidez, em especial nos casos em que a posição do bebê não está favorável ou em que as mães estão com sobrepeso.


As tecnologias 3D e 4D já estão disponíveis no mercado há mais tempo e são conhecidas pelas pacientes por possibilitar a visualização do rosto do bebê com grande nitidez quando a posição dele permite. Para os médicos, estas tecnologias mostram muito além disso, já que possibilitam a investigação cuidadosa da anatomia de superfície (contornos do bebê), alterações ósseas e em órgãos específicos, com imagens que podem ser processadas em 3 planos diferentes.
A tecnologia 5D é uma inovação tecnológica disponível em aparelhos de última geração com altíssima capacidade de processamento de imagens, com uma visualização ainda mais nítida de determinadas estruturas do feto, principalmente o coração e o cérebro. Com este recurso é possível processar diversas imagem do coração e cérebro, em diferentes planos e alturas. No caso da análise cardíaca, é possível selecionar o momento específico do ciclo cardíaco, ou seja, a cada batida, e a estrutura que se deseja ver.
“O processamento da imagem 5D é feito de modo que podemos dividir a estrutura em várias camadas para determinar se cada uma destas partes está se desenvolvimento da maneira esperada”, explica o coordenador do serviço de Medicina Fetal da Maternidade Brasília, com especialização em gestação de alto risco e medicina materno-fetal, Matheus Beleza. “É como se pudéssemos fazer um filme do coração e do cérebro e em seguida mudar os ângulos de visão, as profundidades e tempo de cada cena” completa.
Já o LumiFlow® é outra inovação que agrega a sensação de volume e “textura” dos vasos sanguíneos avaliados, permitindo um estudo muito mais técnico e especializado. A união destas tecnologias permite a análise em 3 dimensões e em tempo real do fluxo de sangue dentro dos órgãos, com a possibilidade de dividir cada estágio e local da vascularização que se deseja estudar.
O especialista também destaca a importância do aparelho para a equipe médica e a facilidade para determinados tipos de gestantes. “A tecnologia disponível neste aparelho é incrível e nos permite trabalhar com a imagem de muitas maneiras diferentes. O ultrassom é uma ferramenta insubstituível no estudo do feto durante o pré-natal e com ele podemos avaliar não apenas a anatomia como também sinais de bem-estar do bebê”, destacou o médico Matheus Beleza.
A enfermeira Gabriela Meschini auxilia os especialistas na coordenação do projeto materno-fetal da Maternidade Brasília.  Ela ressalta a relevância das novas tecnologias na detecção precoce de doenças: “Com as novas tecnologias é possível termos uma visualização mais nítida do que está acontecendo com o bebê dentro da barriga”.
O obstetra Matheus Beleza lembra a importância de as gestantes realizarem o pré-natal, mesmo em tempos de pandemia. “As mulheres não devem descuidar dos exames que não podem ser feitos por telemedicina. As visitas aos médicos e os exames são de extrema importância para garantir um parto mais seguro e um bebê mais saudável”, conclui.
VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo