sexta-feira, 26 de novembro de 2021

Casos de reinfecção por Covid-19 são raros, diz estudo

Ainda assim, as probabilidades de reinfeção não descem até zero

© Leon Neal/Getty Images

Os casos de reinfecção pelo coronavírus SARS-CoV-2 são raros e os internamentos mais ainda, mas possíveis, aponta um estudo publicado no New England Journal of Medicine.

Quando as pessoas são reinfectadas com Covid-19, as probabilidades de acabarem no hospital ou de morrerem são 90% inferiores a uma infecção inicial, de acordo com a investigação, realizada no Qatar.

Basta olhar para alguns números revelados pelos cientistas do Weill Cornell Medicine-Qatar, que compararam os registros de pessoas infectadas entre fevereiro de 2020 e abril de 2021, para perceber o impacto que o fato de já ter sido infectado pode ter. Os autores do estudo  descobriram 1304 de casos de reinfecção, o que demonstra que a exposição ao novo coronavírus pode não se traduzir em imunidade total garantida à doença Covid-19. De fora destas contas, ficaram 87 547 pessoas que receberam a vacina. 

Apesar das suas limitações, o estudo mostra que o tempo médio entre a primeira e a segunda infecção foi de cerca de nove meses. Entre os casos de reinfecção, existiam apenas quatro casos graves que necessitaram de ser hospitalizadas. Entre os casos iniciais, 28 foram considerados críticos. Por outro lado, não foram registrados óbitos entre o grupo reinfectado, enquanto que houve sete mortes nas infecções iniciais.

Contudo, Kami Kim, especialista em doenças infeciosas, defende que as pessoas precisam de ter cuidado para não ficarem com a impressão errada de que não necessitam de ser vacinadas, sobretudo porque uma infecção pode acarretar efeitos a longo prazo, uma vez que a intensidade de uma reinfecção variam de caso para caso.

 VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo