quinta-feira, 24 de março de 2022

Anvisa manda recolher fórmulas infantis por suspeita de contaminação

De acordo com comunicado da Anvisa, três bebês apresentaram infecção pela bactéria Cronobacter sakazakii

© Shutterstock


SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determinou o recolhimento de fórmulas infantis das marcas Human Milk Fortifier, Similac PM 60/40, Similac, Alimentum e EleCare, da Abott Nutrition. O alerta foi feito após a agência reguladora dos Estados Unidos, o FDA, começar a investigar a morte de um bebê e a internação de outros quatro depois de consumir esses produtos.

De acordo com comunicado do órgão, três desses bebês apresentaram infecção pela bactéria Cronobacter sakazakii, que tem alta taxa de fatalidade entre recém-nascidos. O FDA disse ter encontrado várias amostras de Cronobacter nas instalações da Abott na cidade de Sturgis, no estado norte-americano do Michigan.

A empresa, no entanto, informou que não detectou essas bactérias no produto e que o recolhimento é "preventivo".

Nenhuma dessas marcas têm registro ativo no Brasil. A Anvisa recomendou aos consumidores que evitem comprar fórmulas infantis importadas pela internet, pela dificuldade em conhecer a origem e a regularidade do produto.

As fórmulas afetadas têm um número de vários dígitos na parte inferior da embalagem, começando com os dois primeiros dígitos entre 22 e 37, contendo K8, SH ou Z2, e têm como data de validade 1º de abril de 2022 ou posterior.

No último dia 10, a Anvisa informou que o representante da Abott Nutrition no Brasil disse que não houve importação dos produtos que estão sendo recolhidos.

A agência disse estar investigando quais produtos foram comercializados pela empresa no país, e proibiu a importação, comercialização, distribuição, propaganda e uso dos lotes suspeitos. A empresa pode ser contatada pelo telefone 08008912690 ou pelo email nutricaobrasil@abbott.com.

O Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendam o aleitamento materno até os dois anos de idade ou mais e de maneira exclusiva até os seis meses de vida.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo