quarta-feira, 6 de julho de 2022

Menor apartamento da América Latina custa R$ 200 mil e tem 10 metros quadrados

O imóvel está localizado em Santa Cecília, na região central da capital paulista, e o valor do metro quadrado hoje é de R$ 15 mil em média.

© Reuters


(FOLHAPRESS) - Um apartamento lançado em 2017 ganhou as redes sociais nesta semana por seus 10 m² com preço de carro premium e internautas reacenderam a discussão sobre o custo da moradia na capital paulista.

A polêmica veio com o vídeo do corretor de imóveis Gutemberg Albuquerque apresentando o apartamento inteiro em 39 segundos. No vídeo, o corretor afirma que o imóvel com espaço para cozinha, banheiro e dormitório, sem armários nem mobília, está avaliado em R$ 200 mil.

A postagem já teve mais de 153 mil visualizações no TikTok e se espalhou por outras redes sociais. O banheiro, com boxe, pia e privada é separado apenas por um vidro transparente e bem próximo da pia da cozinha.

Em um dos comentários do vídeo a pergunta: por que a música é feliz se o vídeo é triste? Enquanto outro usuário afirma que entrou em crise de ansiedade.

No Instagram, um comentário com quase 7.000 curtidas diz que "gurmetizaram [sic] o cativeiro".

No Twitter, uma reprodução do vídeo com o comentário " minha maior conquista de vida é não morar em São Paulo" ultrapassa os 19 mil likes.

Há, contudo, os que defendem a enxuta metragem. Uns alegam que o morador passa o dia na rua trabalhando ou estudando e só volta para casa para dormir. Outros justificam a praticidade para manter o lar em ordem e a proximidade com estações do metrô.

Trata-se do menor apartamento da América Latina, segundo a Vitacon, responsável pelo empreendimento chamado de VN Nova Higienópolis. O imóvel está localizado em Santa Cecília, na região central da capital paulista, e o valor do metro quadrado hoje é de R$ 15 mil em média.

No final de semana em que o empreendimento foi lançado, há cinco anos, as 72 unidades de 10 m² foram totalmente vendidas por R$ 99 mil, principalmente para investidores com foco no mercado de locação de imóveis.

Segundo a Vitacon, o público morador é formado por jovens solteiros, estudantes ou profissionais liberais, que alugam o apartamento para ficar próximos da região central de São Paulo e ter praticidade no dia a dia. O empreendimento oferece em sua área comum espaços compartilhados como coworking, cokitchen, lavanderia, academia e cinebar.

"Sabendo que o espaço é reduzido, nós complementamos os 10 m² com áreas comuns compartilhadas, as quais funcionam como uma extensão de casa, já que são repletas de serviços para os usuários", afirma a Vitacon.

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo