segunda-feira, 11 de julho de 2022

Sob Bolsonaro, presidentes da Petrobras duram em média 10 meses, terceira menor marca da história

O governo atual só perde para as gestões de João Goulart e Fernando Collor, que não terminaram seus mandatos, com permanência média no comando da Petrobras de 9 meses e 6 meses, respectivamente.

© Shutterstock


SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A média de permanência dos presidentes da Petrobras no governo Jair Bolsonaro (PL) é a terceira pior desde a criação da estatal, em 1953. O tempo médio de duração de um executivo à frente da empresa, nos últimos três anos, é de 10 meses.

O governo atual só perde para as gestões de João Goulart e Fernando Collor, que não terminaram seus mandatos, com permanência média no comando da Petrobras de 9 meses e 6 meses, respectivamente.

O levantamento foi feito pelos cientistas políticos e apresentadores do podcast Maldita Politicagem, Alessandro Tokumoto e Luiz Domingos, em parceria com o Observatório Social do Petróleo (OSP).

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo