quinta-feira, 21 de novembro de 2019

Condenado por fraude, roubou mais um milhão a partir da prisão

Homem condenado por fraude conseguiu criar uma rede criminosa a partir da prisão, na Nigéria. E, pelo meio, ainda conseguiu sair da prisão para ir a eventos sociais.

@DR

Um homem condenado por fraude conseguiu criar uma rede criminosa a partir da prisão, na Nigéria. E ainda conseguiu sair da prisão para ir a eventos sociais. Ele estava cumprindo uma pena de 24 anos de prisão, na Nigéria, mas mesmo detido usou uma rede de cúmplices para levar em frente um esquema fraudulento do qual retirou um milhão de dólares, dizem as autoridades.

Hope Olusegun Aroke já estava preso por fraude há quatro anos, numa prisão de segurança máxima, em Lagos. Mas, uma vez lá dentro, iniciou uma rede criminosa com outros cúmplices, em que usava esquemas fraudulentos para roubar vítimas de outras nacionalidades.
Durante os quatro anos de prisão, foi levado para o hospital por causa de uma doença não revelada mas, ao invés de retornar à prisão, acabou num hotel, onde se encontrou com a mulher e os filhos e ainda marcou presença em eventos sociais.
A informação foi divulgada ontem pela comissão criada para investigar crimes financeiros, segundo informa a CNN. 
"A investigação preliminar revelou que o condenado, ao contrário do que é a prática normal, conseguiu acesso à internet e ao celular na prisão", indicou a comissão. "As circunstâncias da sua admissão no hospital e aqueles que o ajudaram nas suas movimentações do hospital para o hotel e outros eventos sociais estão sendo investigados", acrescentaram as autoridades.
Olusegun Aroke foi preso pela primeira vez em 2012 por fraude informática. O homem dizia às vítimas que era um estudante de informática de uma universidade de Kuala Lumpur, mas tratava-se do cabecilha de uma "rede intrincada de um esquema de fraude informática que abrangia dois continentes".
Ele foi condenado por dois crimes de obtenção de dinheiro sob falsas pretensões, clonagem de cheques, transferências ilegais e falsificação.
VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo