quinta-feira, 24 de março de 2022

Nova linhagem da Ômicron avança, mas testes positivos para covid seguem em queda

A taxa de positividade dos testes para detecção do coronavírus continua em queda

© Shutterstock

A proporção de casos prováveis da linhagem BA.2 da variante Ômicron, considerada mais transmissível, subiu de 3,8% em relação ao total de diagnósticos positivos para 27,2% em três semanas no Brasil, aponta levantamento do Instituto Todos pela Saúde (ITpS). Em contrapartida, a taxa de positividade dos testes para detecção do coronavírus continua em queda. O índice, que chegou a 60% no início deste ano, agora está em 4,5%.

A BA.2 tem sido apontada como uma das principais responsáveis pelo avanço de casos em países da Europa, como Reino Unido e Alemanha, e da Ásia- recentemente, a China decretou lockdown por conta da alta de casos. No Brasil, pesquisadores ainda buscam entender se o avanço da variante irá acarretar em alta de casos a médio prazo.

De acordo com os dados divulgados pelo ITpS, que contou com a parceria dos laboratórios privados DB Molecular e Dasa, a BA.2 representava 3,8% dos casos de covid diagnosticados por meio de testes moleculares, como RT-PCR, no dia 27 de fevereiro. Duas semanas depois, no dia 19 de março, a sublinhagem passou a corresponder a mais de um quarto dos diagnósticos positivos (27,2%), indicando rápido avanço.

Apesar disso, a taxa de testes positivos para covid manteve tendência de queda e chegou a 4,5%. Isso significa que, em grupos de pouco mais de 20 pessoas que realizaram testes moleculares para covid no País, por exemplo, atualmente apenas uma pessoa tem resultado positivo para a doença. No auge do pico da variante Ômicron, no meio de janeiro, ao menos 12 pessoas desse mesmo contingente testariam positivo.

Como a circulação do vírus está atualmente em um patamar mais baixo, o ITpS destacou que número de testes realizados também teve queda. Entre 13 e 19 de março, DB Molecular e Dasa fizeram um total de 4,4 mil exames para detecção do SARS-CoV-2, sendo 192 deles positivos.

Desde o início do levantamento, em 5 de dezembro de 2021, até 19 de março, o ITpS analisou 118,6 mil testes. Até então, o banco de dados Gisaid, que reúne informações de sequenciamento genético de amostras de todo o mundo, apontava 131 casos de BA.2 no Brasil.

Nesta quarta-feira, 23, o número de novas infecções pela covid notificadas no Brasil foi de 45,5 mil, enquanto a média móvel de testes positivos na última semana é de 36,1 mil. Ao mesmo tempo, o País notificou 294 novas mortes pela doença nesta nas últimas 24 horas. No total, o Brasil tem 658.067 vítimas e 29.729.157 casos acumulados da doença. 

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo