terça-feira, 31 de maio de 2022

Elize Matsunaga, condenada por matar o marido, ganha liberdade condicional

Advogada de Elize, Juliana Fincatti Moreira Santoro disse que a notícia foi recebida com surpresa.

© Reprodução

A Justiça concedeu na tarde desta segunda-feira, 30, liberdade condicional a Elize Matsunaga, condenada a 16 anos de prisão por matar e esquartejar o marido, Marcos Kitano Matsunaga. O caso ocorreu em 2012 e o julgamento, em 2016. Elize ainda não deixou a Penitenciária Feminina de Tremembé, mas deve ser liberada ainda nesta segunda.

Advogada de Elize, Juliana Fincatti Moreira Santoro disse que a notícia foi recebida com surpresa. "A gente está satisfeito porque a decisão finalmente saiu, mas não sabíamos exatamente quando isso aconteceria", afirmou ao Estadão.

Segundo ela, Elize ainda não deixou a Penitenciária Feminina de Tremembé, mas a expectativa é que ela irá sair ainda hoje. "Falta só resolver alguns trâmites para a liberação", explicou. Por questão de segurança, não foi divulgado o local para onde Elize será levada.

Em nota, a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) confirmou que, após decisão judicial, a direção da Penitenciária Feminina "Santa Maria Eufrásia Pelletier" de Tremembé deu cumprimento às 17h35 desta segunda ao alvará de soltura em favor de Elize Matsunaga, em virtude de livramento condicional.

Inicialmente, a pena de homicídio qualificado a ser cumprida por Elize era de 18 anos e nove anos. Em 2019, por confessar o crime, ela teve sua pena reduzida para 16 anos e três meses pela Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo