quinta-feira, 27 de agosto de 2020

Espanha reporta 9.658 novos casos. "Situação relativamente tranquila"

O número total de casos de pessoas com diagnóstico positivo confirmado pelo teste PCR é agora de 429.507 desde o início da pandemia na Espanha, o maior número acumulado de casos na Europa.

© DR
O Ministério da Saúde espanhol confirma,n esta quinta-feira, um acréscimo de 9.658 casos de contágio ao balanço global, com as regiões de Madrid, Andaluzia, Catalunha e País Basco a encabeçar a lista de notificações nos últimos 14 dias. Nas últimas 24 horas, foram diagnosticados 3.781 casos de infecção. O número total de casos de pessoas com diagnóstico positivo confirmado pelo teste PCR é agora de 429.507 desde o início da pandemia na Espanha, o maior número acumulado de casos na Europa.


Fernando Simón, diretor do Centro de Coordenação de Emergências e Alertas Sanitários de Espanha, que liderou a coletiva de imprensa, disse ainda que há 6.036 doentes hospitalizados, 715 estão em unidades de cuidados intensivos (UCI), tranquilizando os espanhóis para uma situação diferente da vivida no início da pandemia.

"Nos hospitais temos uma situação relativamente tranquila. É verdade que temos 6.036 casos hospitalizados, neste momento, que ocupam 5% do total de camas. Não é uma quantidade exagerada. Mas é certo que, para uma só patologia, é um volume importante", afirmou. "O que vivemos agora não tem nada a ver com o que passamos. No pico da pandemia tínhamos até 55% de pacientes hospitalizados. Agora são 5%", reforçou.
Fernando Simón deixou elogios à forma como Aragão tem combatido os recentes surtos, mostrando uma “tendência decrescente há várias semanas”. “É importante atuar de maneira contundente, como fez Aragão ou Saragoça. Madrid e Barcelona têm mais risco”, assumiu.
"Continuamos a ter as mesmas prioridades, as de âmbito social, as reuniões familiares e de amigos continuam a ser o principal foco de contágio. Também temos surtos associados ao ócio noturno, mas que implica um maior esforço de rastreio", disse, sobre as principais preocupações relativamente aos surtos.

As autoridades sanitárias registraram, ainda, a morte de 25 pessoas nas últimas 24 horas, segundo o reportado pelas comunidades, um  número inferior ao dia anterior (47), mas muito acima dos registros diários apresentados desde o final de maio (majoritariamente abaixo de 10 óbitos por dia). Nos últimos sete dias, são registrados 132 falecimentos. Em termos globais, a Espanha já contabiliza 28.996 mortes desde o início da crise pandêmica.
Vale lembrar que o número de casos de contágio contabilizados são sempre sujeitos a modificação, uma vez que o país atualiza dados de forma retroativa. O número total de infecções diárias (que hoje são 9.658) integra registros ocorridos nos últimos dias, cuja comunicação pelas administrações regionais de saúde é feita em dias não coincidentes.
A Espanha já deu início ao processo de desconfinamento mas, nas últimas semanas, têm surgido vários surtos por todo o país, o que obrigou, em certas regiões específicas, a recuar no alívio de regras e a impor novamente algumas restrições.
VIA...NOTÍCIAS AO MINUTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são pessoais, é não representam a opinião deste blog.

Muito obrigado, Infonavweb!

Topo